logomarca da amuceleiro
logomarca da amuceleiro
logomarca da amuceleiro
logomarca da amuceleiro
logomarca da amuceleiro

Enquete

O que você achou do nosso novo site?

ÓTIMO

MUITO BOM

BOM

REGULAR

Notícias

29/04/2019

REGIÃO CELEIRO REPRESENTADA NA ELABORAÇÃO DO PLANO PLURIANUAL DO GOVERNO DO ESTADO

       

O governador Eduardo Leite lançou na última quarta-feira (24/4) o processo de elaboração do Plano Plurianual (PPA) para o período de 2020 a 2023 onde serão definidos os programas prioritários e diretrizes de governo. Como contribuição para o processo, na data de ontem, 25 de abril, no Centro Administrativo Fernando Ferrari em Porto Alegre, reuniu-se o Fórum dos COREDEs do Rio Grande do Sul para contribuir com indicação de prioridades regionais.  

 

Com base no Plano Estratégico do Conselho Regional de Desenvolvimento (COREDE) Celeiro, representantes da região apresentaram 5 (cinco) estratégias para o desenvolvimento regional aos órgãos estaduais para compor o PPA 2020/2023 do Governo do Estado. Estes elementos subsidiarão não só a regionalização de produtos e metas, mas também trouxeram a identificação de problemas e oportunidades regionais.

 

O PPA é considerado a peça macro do planejamento público e, a partir das ações de todos os órgãos dos diferentes poderes da administração estadual, orienta as leis orçamentárias durante esse período de governo. Para tanto, estiveram presentes no evento representando a região Celeiro, apresentando e defendendo as prioridades da região, o Presidente da Associação dos Municípios da Região Celeiro – AMUCELEIRO e Prefeito do município de Inhacorá Everaldo Bueno Rolim; Antonio Sartori, Prefeito do município de Campo Novo; e, Jean Pierre Chassot, Assessor de Administração e Planejamento do Município de São Valério do Sul e Secretário do Corede Celeiro. 

 

Um dos projetos apresentados e reivindicados, foi o da instalação da Biorrefinaria de etanol no município de Campo Novo que deverá gerar mais de 1300 empregos. O projeto envolve os 21 municípios da região celeiro. O beneficiamento deverá utilizar a cultura de triticale, arroz gigante, sorgo safrinha, milho safrinha e a batata doce etanol. Essas serão certamente as 4 novas culturas alternativas aos 150.000 produtores gaúchos, necessários para abastecer a planta industrial. Além disso a Bioenergia contribui em escala global com a descarborização, redução do "efeito estufa" e do aquecimento do planeta, bem como a melhoria geral da qualidade do meio ambiente. 

 

Prefeito Sartori salienta que o Estado importa todo etanol consumido pelos gaúchos para produção e desenvolvimento, a proposta é mudar essa realidade com uma tecnologia que possibilita a produção a partir do triticale, planta típica da região Celeiro. 

 

 

Cadastre-se

Cadastre-se aqui e receba o nosso informativo via e-mail

Campo obrigatório
Campo obrigatórioFormato de e-mail inválido

Agenda de Eventos


    Nenhum evento para os próximos dias!